A APPCA

A Associação Paulista dos Produtores de Cachaça de Alambique (APPCA) foi fundada em junho de 2009, com o objetivo de difundir e dar visibilidade a cachaça de alambique paulista de qualidade, mostrando que o estado de São Paulo não é somente o maior produtor de cachaça ( industrial) do Brasil, mas também produz cachaças de alambique que se comparam e até superam as melhores cachaças de qualquer estado brasileiro.

Um dos fatos que comprovam essa afirmação, é que em concursos recentes de qualidade de cachaça, realizados pela USP – São Carlos, no Brazilian Meeting on Chemistry of Food and Beverages, bem como nos concursos anuais de qualidade realizados pela UNESP, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Campus Araraquara, as cachaças paulistas e dos produtores da APPCA sempre tiveram destaque.

Visando sempre a qualidade dos produtos, a APPCA em parceria com o SEBRAE – SP e USP está implantando junto à seus associados, um projeto de melhoramento tecnológico, que resultará em um selo da cachaça paulista de qualidade, que será usado pelos associados que tiverem seus produtos dentro das normas que regem o projeto, no caso a norma da Cachaça Paulista. Atualmente a APPCA é formada por diversas indústrias de Cachaça de Alambique espalhadas por todo estado de São Paulo.

Alambiques de SP buscam consolidar imagem

Em mercado dominado pelos mineiros, os produtores paulistas querem mostrar que fazem cachaça boa. São Paulo perdeu a fama de produtor de cachaça de qualidade, justamente enquanto virava um mar de cana. Minas leva a fama. Falta o apreciador saber disso. O simples consumidor bebe qualquer coisa e nem liga para a procedência. Na cachaça de alambique, a maioria pede uma marca mineira também. E até o iniciante ou curioso pede uma de lá, quando não indicada pelo garçom. É nesse contexto de “branding” que os produtores paulistas de aguardente de qualidade querem aparecer mais. Construir uma imagem associada ao produto paulista, em um mercado regional mais conhecido pela bebida industrializada, classificada no meio como de “coluna”. No âmbito da Associação Paulista dos Produtres de Cachaça de Alambique (APPCA) ninguém desconhece que esse trabalho levará tempo. “Qualidade temos, reconhecimento também temos de algumas marcas premiadas, mas estamos muito atrasados mercadologicamente”. Não é uma questão de duelar com a concorrência. Trata-se de seguir um exemplo iniciado em Minas há 15 anos e aceitar que em um setor pequeno, ainda que em ascensão, abrir espaço em meio a um “market share” de origem dominado por várias marcas

O IBRAC

O IBRAC Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC) foi fundado no primeiro semestre de 2006 e conta com várias empresas e entidades de classe associadas, distribuídas em todo o território nacional.

A criação do IBRAC foi um grande passo para a Cachaça, pois foi o primeiro esforço setorial envolvendo grandes, médias, pequenas e micro empresas, além de entidades de classe do setor, na construção de uma entidade nacional. Os associados do IBRAC, independente de sua localização e tamanho, podem analisar e discutir, de forma democrática e transparente, todas as questões referentes a produção, comercialização e promoção da Cachaça.

O IBRAC é uma entidade de abrangência nacional e entre os seus associados figuram as principais empresas do segmento produtivo, sejam elas produtoras, estandardizadoras ou engarrafadoras e as principais entidades de classe do setor.